30/12/2008

Coração em prato quente

Não me encontro com ninguém

tenho fases como a lua.
No dia de alguém ser meu,
não é dia de eu ser sua.
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Cecília Meireles, in Lua adversa




Refeição pontual com uma carinha de caso: despretensiosa à partida, mas astuta na sua finalidade. O enésimo gracejo da noite é recepcionado em indeferido, numa grata interpelação promovida pela serventia da casa.


Expressão contraída, guardanapo estatelado e atenção que desvio... para iguaria mais convidativa. A etiqueta e o cavalheirismo presenteiam-me prioridade degustativa.
Demoro o olhar, rectifico a perfeição do cenário e sorrio à ironia da figuração.


O pano é restituído à nódoa. Fome e desejo fundem-se em expectativa alimentada, por uma boca só. Há trágico-comédia na mesa dos comensais, sussurrada com requintes de malvadez e atrevimento.


– Dou-te uma quando regressar, queres assim? Até já...


Do outro lado da rua, mulher que não se roga à adversidade alheia do seu género.
À hora marcada, a gargalhada previamente prometida ao telefone. E depois outra.
Finalmente, um brinde a refinado e distinto sabor. À amizade.

6 comentários:

Lita disse...

Como habitual, texto perfeito!
Desejos de um excelente ano!!!

EternaApaixonada disse...

*****

Não poderia faltar aqui no primeiro dia do ano...
Mais uma boa prosa, minha amiga!
Um blog que terá muito a oferecer em 2009. E pretendo estar por perto.
Comece bem o ano!
Beijo com meu carinho

*****

estrelaquebrilha disse...

Lindo, adoro a forma como escreves.Continua.
bj e bom ano

Blogadinha disse...

Lita:
A perfeição é subjectiva, mas fico feliz pela preferência. Um ano em grande para ti também!

Eterna Apaixonada:
A quantidade dependerá da motivação, mas agradeço a proximidade. Feliz 2009!

Estrela:
Espero que também gostes do conteúdo, lol. Irei continuar! Bom ano para ti também.

Sanxeri disse...

Tens mesmo muito jeito com as palavras.

E a citação que colocaste no início é maravilhosa.

***

Sanxeri disse...

Nada melhor do que a amizade para nos apoiar no dia-a-dia.