06/01/2011

Dulce fare niente

Sentada na “cadeira ex”, cara aos eis chegados amores e rumores sem assento nem partida efectiva. Que falta de chá. Três convites em dia e meio. Ceilão pixelado e selado em pau de canela. Numa das suas especiarias a minha tatuagem aos amantes iletrados. Para mais tarde recordar. Reciclagem. E-mail. E-mail. E-mail. São doidos por mim. Perdição pelo meu verniz novo. Azul fluorescente. O céu a pescar nuvens do mar. Peixes enjoadiços no vaivém das borboletas marinhas. Gregório, bons dias de volta!! Amo a memória conquistada do primeiro sorriso. E a elegância que ele confere à etiqueta trajada com o seu refrescante bamboleado. Fazia-lhe um fax. A4 na linha dois. Dás-me trim. J7 na linha três. Sabes como tocar ao coração de uma mulher ou duas. Trim trim trim... afundava-te num qualquer porta-aviões! Aqui jaz trambolhao. Quem me roubou o acento? Quem nos fez rijo o chão? Cobras, lagartos e mais trinta exemplares, que no palavrão sou turista e do acidente profissional. O universo anda a contrabandear a minha hora de almoço. Executo rascunhos deitada com distinção. Rebolo-me à volta do rato até ao enjoo. Gregório, sim, aceito... beber café contigo. Como é que te chamas mesmo? Mordo o ponto com tanta eficiência quanto a produtividade da tua leitura neste momento Entendeste? Puxa a cadeira e senta-te onde quiseres. Dulce volta já!


__________________________________________________
De beijos e requisição de novos escritos se regista uma ausência.
Podemos curar a loucura mas nunca um espírito louco.
Obrigado pelo vosso – feliz ano a todos!

15 comentários:

S* disse...

Tu és louca, os teus textos são complexos e complicados de entender, mas sempre cheios de beleza. :D

I disse...

LOL tu és demais, Blogadinha! Que montanha-russa este texto! :-) (interessante esse "afundava-te num qualquer porta-aviões"!)

CarMG disse...

Glup... vamos lá tentar comentar o que é quase incomentável de tão teu que é!
Verniz azul... trás-me logo à ideia o verniz da ultima pessoa que me serviu um hamburguer!!!!! Mas, quem me manda a mim ir às roulotes? Mea culpa...

Gregório... Gregório... preferi o texto do António ;)

Noé disse...

Feliz 2011 !

Blogadinha disse...

Lolada fico.
Estava a pedi-las, é certo.
Valeu pelas vossas reacções!

------
Feliz ano, Noé.
Grata pelo seguimento do blogue!
------

PS: "roulotes" dava um bom rascunho.
Atrevo-me a estalar o verniz...? lol

CarMG disse...

Consigo imaginar muito que se rascunhe e estale numa roulote num qualquer texto deste blog!!!!! hehe ;)

Blogadinha disse...

Não sacrificaria o único texto existente neste blog, mas posso sempre escorregar no rascunho e culpar o cachorro... :P

Luiz Guilherme disse...

gostei de teu texto...são altos e baixos nas mesmas linhas que tu reproduziu... incrível..

http://guilg7.blogspot.com/

vlw...

Antonio José Rodrigues disse...

Nas entrelinhas, Blogadinha, o verbo aberto. Agora, ficarei esperto com os seus filosóficos sentimentos. Beijos

P.S: as suas postagens não estão sendo mostradas no meu painel.

lynce disse...

Não és nada louca, oh xuxuzinha...és é uma filosófica do "camandro"!
:)))

Blogadinha disse...

Luiz Guilherme,
Loucura em estado bruto.
Bem-vindo aos comentários!

................

António José Rodrigues,
Em folha branca e sem tempo verbal.
"Tchi águardo!" :)

.................

Lynce,
Loucura ou texto, eis que não. :P

Blogadinha disse...

ALERTA À NAVEGAÇÃO!
Mediante aviso de uma leitora, este blogue conta com aplicação recente de feeds. Talvez o facto de alguns blogues não estarem a registar as actualizações da postagem se deva a essa "temporalidade" - não é situação geral, já verifiquei por aí. :)

CarMG disse...

A minha experiência pessoal com este blog, diz-me: entrar nas definições do nosso blog, deixar de seguir o A de Amar e voltar a segui-lo novamente. Comigo resultou. Passei a conseguir ver as novas postagens :)

DE-PROPOSITO disse...

Sabes como tocar ao coração de uma mulher
-------
Não, ainda não sei. E creio que já não vou aprender.
----------
Felicidades.
Manuel

Blogadinha disse...

CarMG,
Devidamente redireccionado.
Grata! :)

........................

DE-PROPOSITO,
Ninguém aprende, complementamos. ;)
Felicidades