22/08/2009

Mais dentro



"Alguns pressentem a chuva;
Outros contentam-se em molhar-se."
Henry Miller

Há dias que correm sem pressa de chegar. Caminhos incertos sem ninguém que os queira contornar. Em labirintos de sol e de saudade, dois corpos perdidos que assaltam o muro da contemplação sem nada revelar. Entre o olhar e a voz, o silêncio de quem grita fragmentos de pinhão e de pêra fresca e o sorriso introvertido de quem gruda no chão, à má fila, discernimento e inocência matinal.

O caminho é deserto e a vida a sua margem. Sobre muro arrebatado pelo tempo semeiam-se memórias, alimentam-se vontades e rasga-se no peito a paixão mais amadurecida. Como palavra à deriva em folha de papel, assim o sentir que se aninha entre a razão e o prazer de tanto conseguir ler sem nada dizer.

No deleite do fruto que finda, duas almas que se reencontram para de novo se entregarem ao aroma da vida. Sem pressa, os dias que adormecem sobre uma mão aberta num horizonte a descoberto. No silêncio do crepúsculo vagueiam, impunes, letras trocadas de um muro sempre teu. Num caminho tão nosso.

14 comentários:

Anónimo disse...

És a "blogadinha"?A que eu conheci noutro espaço?
Hoje precisava de ler um texto como o teu...e tentar ver que ainda pode acontecer um olhar UNO.
um beijo
Dolce(RS)

Candinho Anjo disse...

Boa noite Blogadinha.

Muitas vezes os caminhos são intrincados demais, mas dependendo do que se pode encontrar no final deles vale sempre a pena trilhá-los.

E lá se foi a alma... Segui seu conselho.

“Tem dia que a distância parece ser
incomensurável... Hoje a saudade fica desmedidamente colossal.”

(Candinho Anjo)

Beijos.

Helinha disse...

Ah...

Que delícia que são esses dias que "correm sem pressa de chegar"...

Quando a gente pode se deixar ficar, assim, sem necessidade de muitas palavras, só aproveitando o momento desse reencontro de almas...

^^

Que lindo!!

Hoje o pc parece estar menos rebelde, pena que logo num dia em que não pude me dedicar muito a ele... ou vai ver, foi por isso mesmo!!

rsrs

Um beijo bem grande!!

S* disse...

Um espaço nosso, tão intimo. Um porto seguro.

Miguel disse...

belo texto, gostei sinceramente da tua escrita, eu que também a ela me dedico, ou melhor, sem ela concebo a vida. se tiveres curiosidade, atesta do q falo em nexus.blogs.sapo.pt

O Profeta disse...

Não me queres dizer onde mora o teu sorriso
Ausente do incontido abraço
Ausente das palavras felizes
Envolto em nuvem escura no espaço

Não me queres dizer o rumo
Que leva ao teu terno coração
Não me queres abrir as portas
Da cor vibrante da paixão?

Boa semana

Doce beijo

Serena Flor disse...

Cara...eu adoro ler teus textos e adoro o seu carinho minha amiga.
Passando pra agradecer a visita em minha ausência e aproveito para te deixar um beijo...te adoro minha linda!

Andreia disse...

Há caminhos tão nossos quantos os caminhos dos outros. *

Blogadinha disse...

Dolce Vita,
Inúmeros registos, uma só leitura.
Obrigado pelas tuas palavras.
Bjo

Candinho,
Na incerteza, bom será aproveitar cada minuto do trajecto oferecido. Grata pela tecla - soube por ela :)
Bjo

Helinha,
Reafirmo o comentário anterior.
Quem desdenha à tua mão suplicará - rebeldia com vida curta, cá palpitarei! Lol
Bjo

S*,
Da posse afirmo, já a segurança...

Miguel,
Porventura a leitura mais correcta.
Atestado e aprovado!
Bem-vindo.

Profeta,
Da incógnita se faz o caminhar.
Ao sorriso bastará a nossa vontade.
Bjo e boa semana

Serena,
Em tudo o meu grande idem.
Votos de rápidas melhoras!
Bjo

Andreia,
Cedo ou mais tarde, são-no todos.

M-s disse...

Há caminhos que são mesmo só nossos, adorei este texto.
bj

S* disse...

Obrigadinha pelo prémio minha querida. O blog tem um header lindo.

E os teus textos... smepre envolventes.

Blogadinha disse...

M-s,
São-nos todos, basta saber caminhar.
Fico contente que tenhas gostado.
Bjo

S*,
Isso é que é dar a volta ao texto!
Sem ironia te agradeço: és tramada :)
Grata pelo elogio - sempre recíproco.
Bjo

Å®t Øf £övë disse...

Blogadinha,
O reencontro de duas almas que se amam, é sempre um momento sublime de sentires.
Bjs.

Blogadinha disse...

Art of Love,
Só é...! :)